terça-feira, outubro 27, 2009

Sobre lutar contra o jet lag

Um exercício que, descontextualizado, se assemelharia a uma prática mazoquista.

Levantei-me às 5h da manhã. Às 7 já estava enfiado num avião, direito a Londres. Depois de uma curta passagem por Heathrow, mais 10 horitas enfiado noutro passaroco, em direcção aos States. Imigração, etc, e direito ao escritório. São 1h35 da manhã do fuso horário em que me levantei (às 5h), mas apenas 19h30 do fuso em que estou e, para além de ter trabalho para fazer, tenho de aguentar mais umas horitas, senão desperto cedíssimo.

Sinto-me pesado, lento,... o estômago não sabe a quantas anda, porque já comeu umas quantas vezes e não sabe se há de pedir refeição, ou snack, ou o que mais. O cérebro quer desligar, e os olhos pesam...

O que me surpreende mais é que, depois de todas as horas, quando cheguei cá, a minha saudação instintiva é um "good morning", apesar de que tanto neste como no meu fuso de origem já era de tarde...

1 Comments:

At 11:38 da tarde, Blogger Gabriela Brito said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home