sábado, janeiro 17, 2004

Da ida a Portugal ficam algumas recordações: a estranheza que se sente quando se anda na rua e se percebem as conversas das pessoas que passam por nós, o entusiasmo com que todos me perguntam como foi estar em Erasmus, a alegria com que revi todos aqueles que tive oportunidade de rever, o facto de todos dizerem que estou mais gordo, a estranheza de não estar todos os dias com a minha nova “família”. Ah, como tenho saudades deles todos, e de estarmos aqui todos juntos...

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home