domingo, janeiro 18, 2004

Amstel

De um dique construído na foz do rio Amstel, para evitar que as variações do nível da água do mar danificassem as culturas, surgiu uma povoação de mercadores que foi crescendo e passou a ser conhecida por Amstelledam, e mais tarde por Amsterdão. Ainda se nota a importância dos canais na cidade (não fosse ela na Holanda) e sente-se o peso da história nas suas ruas e nos edifícios. Amsterdão tem imensos museus e locais interessantes para visitar; foi pena a presença constante da chuva e do vento frio a fustigar a nossa face.
No entanto, em Amsterdão a cultura das drogas e do sexo impõe-se e deixa a sua marca naquela cidade, onde todos os bares acabam por ter a sua Coffee Shop, onde se vê um caramelo a meio do dia no comboio a enrolar o seu charro com toda a descontracção, e o sexo é uma atracção turística. Amsterdão acaba assim por ser para ser para mim o “exagero da cultura holandesa”.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home