terça-feira, outubro 21, 2003

Dicionário de Língua Portuguesa

Devido fértil imaginação dos TUGAS, tem proliferado nos últimos tempos a criação de novos vocábulos, naquela que é uma evolução sem precedentes da Língua Portuguesa. Para que este contributo não se perca, decidi reuni-los numa espécie de dicionário e publicá-lo online, para que fique disponível para quem o desejar. No entanto, peço desde já desculpa aos leitores que, devido à sua descontextualização, não forem capazes de compreender as explicações em toda a sua extensão.

Ao longo dos próximos dias irei completando este “dicionário” com novas palavras e significados.

Fresquinho – este vocábulo, por sua vez, apresenta uma multiplicidade de sentidos: é a denominação de um dos elementos da comitiva TUGA em Maastricht, tal é o seu apego ao referido vocábulo (é, digamos, um nome próprio alternativo). Se utilizado depois do verbo SER, o vocábulo define um objecto ou indivíduo como sendo de “carácter duvidoso”. O vocábulo é também utilizado como nome próprio de um dos objectos mais estimados pelos membros do sexo masculino da comitiva.

5 quilos e meio – Ora esta expressão é, em similaridade ao vocábulo “Fresquinho”, a denominação (ou “nome de guerra”) adoptada por um dos membros da nossa comitiva.
Note-se que, apesar do grande porte deste indivíduo (que lhe valeu o referido “nome de guerra”), o sujeito não conseguiu até à data derrotar o autor deste texto numa guerra de almofadas, nem tal infâmia está prevista em qualquer baralho de Tarot. No entanto, aceitam-se apostas para um eventual desafio futuro, se bem que acho que o estimado leitor não quereria perder o seu dinheiro ao apostar contra o autor.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home